O bigode incendiário e o tapa salvador

O episódio abaixo é o resultado de quando poetas alcoolizados se juntam após o lançamento de um livro (no Caso, "O que é poesia?" lançado na quinta passada, 25/02, na Travessa 1). Entre os ilustres presentes no Nova Capela estão os escritores Antonio Cicero, Tavinho Paes, Victor Paes, André Valias, Edson Cruz, Luis Serguilha, Elaine Pauvolid, Karla Melo, Ronaldo Ferrito, além deste incendiário que vos escreve. Todos torcendo para o circo pegar fogo... ou melhor, para o jornalista (Claudio Marcondes) pegar fogo. O tapa salvador é meu. O fato de ter mirado no rosto e ter batido na orelha, nada tem a ver com ter tomados seis caipirinhas, mas com a falta de ângulo para o golpe.


Abaixo, um poema improvisado por Tavinho Paes, com o auxílio cênico de um dos poetas presentes...

3 comentários:

lita duarte disse...

Fogo na cara é demais!:)



Gostei do conselho.

Até mais.

Márcio-andré disse...

Pois é, são conselhos muito úteis : )

abraços

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails